BLOG
Climbing Service
26Out
Profissional calcula fator de queda

O que é o fator de queda e como calculá-lo?

Acidentes durante o trabalho, infelizmente, não são uma raridade em nosso país. E, quando o assunto é alpinismo industrial, a atenção com a segurança dos trabalhadores deve ser redobrada. Um mecanismo que contribui para a prevenção de acidentes é o fator de queda. Por meio dele é possível estudar quais são os níveis de segurança aceitáveis durante o trabalho em altura.

No entanto, mesmo sendo de extrema importância, ainda há quem desconheça a importância do risco de declínio e o quanto seu cálculo pode garantir mais segurança aos funcionários.

Por esta razão, a Climbing Service preparou este artigo. Aqui, você encontrará as principais características que você precisa saber sobre o fator de queda e como calculá-lo. Confira a seguir!

Afinal, o que é o fator de queda?

O fator de queda trata-se da distância que existe entre a queda e a corda ou talabarte. Esse resultado é o valor referente à força do choque do desmoronamento. A partir dele, é possível calcular o impacto exercido pelo corpo do trabalhador no exato momento do tombo.

O fator de queda não sofre alteração pelo peso do objeto ou tempo. Ao realizar o cálculo, não se considera a força gravitacional da Terra. O que influencia de fato neste risco é a altura em que o objeto está.

Quando o método de cálculo do fator de queda não havia sido criado, por exemplo, os paraquedistas sofriam uma enorme frenagem ao abrirem seus dispositivos. Em muitos casos, eles passavam por lesões permanentes causadas pela força do tombo. A partir de sua criação, foi possível prever em que distância do solo seria melhor acionar o sistema. Houve uma redução dos riscos.

Como calcular o fator de queda?

O cálculo do fator de queda deve ser feito em todos os casos que possam comprometer a segurança e saúde do trabalhador. Esta ação visa sempre proteger a integridade física do funcionário, bem como evita qualquer acidente que possa ocorrer durante o trabalho. A fórmula é a seguinte:

FQ = altura da queda/comprimento do talabarte

Conheça 3 tipos de fator de queda!

0 a 0,5

Neste caso, o trabalhador terá um impacto menor no corpo devido à trava ou equipamento de talabarte. Este é fixado em um ponto de ancoragem bem acima da cabeça do indivíduo. Ou seja, há uma distância reduzida.

Em casos com este, é imprescindível o emprego de absorvedores de impacto e talabartes de contenção de quedas, exceto em tombos inferiores a 0,9 cm.

Para exemplificar, suponhamos que o trabalhador esteja utilizando um talabarte de 1,5 metros e a distância entre a queda seja 0,75 metros. O cálculo é feito do seguinte modo:

FQ= 0,5/1,5 = 0,5

Risco de 1,0

O fator de queda igual a 1 é um fator em que o trava queda ou equipamento talabarte é fixado em um ponto de ancoragem na altura do abdômen. Sendo assim, caso ocorra a queda, o impacto será equivalente ao tamanho do equipamento de proteção e o impacto do corpo será ampliado. Nesses casos, é obrigatório o uso de absorvedores de impacto.

Risco de 2,0

Dentre todos os fatores, este é o mais perigoso. Pois, nele, o equipamento de segurança é preso em um ponto de ancoragem abaixo dos pés, o que é extremamente arriscado. Isso porque, caso ocorra a queda, o trabalhador sofrerá um impacto que equivale a 2 vezes o tamanho do equipamento de proteção. Consequentemente, isso ocasionará um impacto ainda maior no corpo do indivíduo.

O fator de queda igual a 2 é o limite máximo de impacto que o equipamento e o corpo podem suportar. Dessa forma, é obrigatório o uso de um absorvedor de impacto.

Qual fator de queda ideal para atividade?

Para evitar riscos, é importante que a distância ou comprimento tenham o menor valor possível. Isso contribui para que o fator de queda seja minimizado. O FQ é ideal para atividade em altura quando possui o resultado menor ou igual a 1,0. Isso faz com que em caso de tombamento, a integridade física do trabalhador seja preservada. Além disso, evita-se um desgaste a mais do equipamento. Assim, garante um maior nível de segurança.

Como evitar acidentes?

Para evitar acidentes é fundamental que toda a equipe esteja com os equipamentos corretos. Afinal, proporcionar segurança a seus funcionários deve ser a prioridade de qualquer empresa. Por esta razão, entender o que é o fator de queda é de extrema importância.

Gostou deste artigo? No blog da Climbing Service você encontra as melhores informações sobre trabalho em altura e alpinismo industrial. Somos especialistas em limpeza de fachadas e pintura de fachadas. Portanto, se você precisa de uma empresa alpinismo industrial no RJ, entre em contato conosco. Esperamos seu contato!

Artigo publicado em 24/01/2018 e atualizado em 26/10/2021.

Posts RecentesCategoriasTags